CCI

Educação Infantil e Ensino Fundamental

terça-feira, 16 de outubro de 2018

Buscar no site
Facebook Twitter Google+ Instagram Gmail PositivoON

Área restrita


Acesso Rápido

Recolhimento do lixo

Projeto Lata Certa mobiliza a todos do CCI na preservação do meio ambiente

imagemFrancianne de Fátima

O aumento do volume de lixo em tempos de recessão econômica é motivo suficiente para tirarmos as “barbas de molho”. Nos últimos dois anos, o impacto sobre o poder de compra da população não a impediu de continuar consumindo quase que no mesmo ritmo de quando as “vacas eram robustas”. Trocando em miúdos, isso quer dizer que, por pior que seja o problema, os brasileiros (pelo menos, a maioria) ainda não perceberam que podem se enforcar e levar o Planeta junto.

Analisando a situação com mais clareza, vimos aqui um quadro preocupante, mas possível, sim, de se reverter. Pequenas atitudes diárias, e conjuntas, fazem toda a diferença. Uma delas é a coleta seletiva que, por si só, já nos traz benefícios. Além de aliviar os lixões e aterros sanitários, a atividade proporciona o reaproveitamento de grande parte dos resíduos sólidos gerados nos centros rurais, urbanos e industriais.

Com a separação e recolhimento dos descartáveis, todo mundo ganha. Renda (talvez a única) para milhões de catadores, economia para as empresas e vantagens para o meio ambiente que pode “respirar mais aliviado”. Enquanto a poluição perde suas forças, nós unimos as nossas por um bem comum: a vida saudável num Planeta saudável, claro!  

Aqui no CCI, os esforços são ilimitados. Alunos (desde o Maternal) e colaboradores sabem, por exemplo, que lixo seco e lixo orgânico não se misturam. Para que não haja dúvida, cada cantinho da escola, inclusive as salas, traz duas amigas inseparáveis (se ninguém “pisar no calo delas” ) - uma lixeira com saco amarelo (orgânico) e outra com saco preto (seco). Na hora de exercitar o aprendizado, a “colinha” está logo ali, nas plaquinhas indicativas e explicativas.

Essa prática diária, que deu nome ao projeto “Lata Certa”, tem nos levado à percepção do que é reaproveitável. Muitos dos materiais que descartamos são potencialmente usados na produção de novos, ainda que confeccionados em casa, numa loja de peças artesanais ou mesmo nas aulas de Artes e de Ciências (“a la vontê” às demais disciplinas).

Vale lembrar que os restos de comida também conquistaram seu valor. Se hoje os alimentos abastecem a energia do nosso corpo, amanhã, será a vez de eles levarem nutrientes às plantas por meio do adubo produzido. Percebeu como todo mundo ganha e ganha muito?

Por isso, não importa se o fator econômico não afetou diretamente a quantidade de resíduos gerados. O importante é retribuirmos com gratidão a tudo que recebemos de graça da natureza. E não esqueça: o semear é uma escolha, mas a colheita, seja boa ou ruim, é obrigatória. Pense nisso.

PS1: O projeto Ambiental desenvolvido em todas as séries também aborda a questão do lixo e seu destino. Clique aqui, conheça e fique à vontade para sugerir.

PS2: Pensando em retribuir todos os benefícios que a flora brasileira nos oferece, o CCI tem formado protetores da natureza, com a realização do projeto Viveiro Pede Planta. Saiba mais sobre essa grande iniciativa nesse link, junte-se a nós e seja um multiplicador de árvores. 

Mais fotos nesse link.

© Copyright 2000 Todos os Direitos Reservados - CCI, CCI Sênior & CLAT
QN - Samambaia/DF - CEP 72.319-502
Telefones: (61) 3048.8200 / (61) 3048.8205 / (61) 9115-5707

Facebook Twitter Google+ Instagram Gmail PositivoON